Redução do custo da produção de álcool e açúcar nas usinas sucroalcooleiras

Herbert Vilela
Engenheiro Agrônomo, Doutor

As usinas sucroalcooleiras são hoje unidades provedoras de energias, não só energia automotiva como também energia elétrica.
Através de suas unidades geradoras de energia elétrica são capazes de produzirem MW suficientes para suas necessidades e vender ao consorcio energético durante seu período de produção.

Sabemos que as usinas sucroalcooleiras operam em média 200 dias por um período de safra, perfazendo sete meses do ano, os outros cinco meses elas ficam em manutenção e como não possui bagaço de cana para geração de energia elétrica, elas são obrigadas a comprar energia das empresas distribuidoras, esta operação gera um balanço que nem sempre é positivo para as usinas.
As unidades geradoras de energia elétrica nas usinas sucroalcooleiras, são subutilizadas operando em média com 60% de sua capacidade produtiva.

Por serem equipamentos de alto custo faz necessária a utilização mais eficaz, com o uso de matéria prima renovável para combustão, podemos obter uma eficiência de 95% na utilização deste equipamento.

Esta eficiência é capaz de ser obtida na utilização da técnica de usar capim elefante como fonte de matéria prima de combustão, mantendo em funcionamento a unidade geradora pelo período de entre safra.

Desta forma as usinas poderão produzir energia elétrica para o consumo interno e venda aos consórcios durante todo ano.
As usinas em média possuem geradores de energia elétrica com capacidade de 30 MW. Para manter a produção de energia elétrica no período de entre safra, seriam necessários em média 2500 hectares de Capim Elefante Matsuda para atingir a eficiência máxima da unidade geradora.

Em números reais uma usina operando sua unidade geradora no período de entre safra de 150 dias, com capacidade de 30 MW/ h, com valor de venda de R$ 140,00 o MW, teríamos um superávit de R$ 15.000.000,00 no ano. Este projeto se encontra na Empresa Agronomia detentora do site.

 
     
 
   
  Copyright 2009 © Portal Agronomia
Desenvolvido por Digital Pixel