Pastagem - Seleção de Plantas Forrageiras, Implantação e Adubação

Autor: Herbert Vilela
Engenheiro Agrônomo, Doutor

A área de pastagem com espécies cultivadas no Brasil, está em torno de 115 milhões de hectares, destacando-se nesta categoria a predominância de capim Brachiaria, enquanto a área com pastagem nativa é de 144 milhões, onde predominam centenas de espécies nativas.

Estas áreas que abrigam numericamente: 195 milhões de bovinos, 18,7 milhões de ovinos, 10,6 milhões de caprinos, 9,6 milhões de eqüinos, 2 milhões de muares, 1,3 milhões de asininos e 1,5 milhões de bubalinos. Estes números proporcionam uma taxa de lotação de 0,91 cabeças por hectare.

O sucesso da exploração tem como ponto básico a adequada formação de pastagens. As espécies e variedades de plantas de plantas forrageiras diferem acentuadamente, entre si. Uma das decisões a ser tomada neste contexto, se refere a escolha da espécie forrageira que, por sua vez, está ligada a uma série de variáveis do meio. Portanto, o que se busca é reunir estas características, em uma só espécie.

Como, dificilmente, conseguir-se á reunir estas características, em uma só espécie, recomenda-se diversificá-las, no sentido de que as deficiências de uma sejam supridas por outra.

Este livro apresenta também informações que auxiliarão o produtor rural no preparo do solo e adubação corretiva, no estabelecimento e na renovação de pastagens; as exigências e as aptidões de plantas forrageiras. Descreve ainda, as sementes forrageiras.

 
     
 
   
  Copyright 2009 © Portal Agronomia

Desenvolvido por Digital Pixel